CM Labs lança simulador de dozer

Disponível no mercado internacional, o novo pacote de treinamento virtual “Dozer Training Pack” reúne desafios comuns aos iniciantes como ajustar o ângulo da lâmina corretamente e aprender a manter o material à frente da lâmina, diz a empresa.

No entanto, o simulador também inclui exercícios avançados de treinamento, como escavação de entradas de drenagem e de valas transversais, além de operações de carregamento. Segundo a empresa, o ponto alto do simulador é a forma com que permite aos treinandos “experimentar o sentimento único de empurrar o solo e o material agregado”.

O pacote de treinamento oferece este tipo de situação imersiva ao simular uma interação entre todos os elementos virtuais do simulador – incluindo solo, lâmina, transmissão e motor. Como destaca a fabricante, o simulador apresenta todas as variáveis que podem impactar a operação da máquina no mundo real.

Segundo a empresa, quando a lâmina toca o solo neste novo simulador, a transmissão e o motor do equipamento simulado reagem de maneira muito próxima aos componentes reais. Na simulação, até mesmo as esteiras do dozer podem funcionar baseadas no comportamento do operador, permitindo que os alunos aprendam técnicas de precisão e eficiência.

“A lâmina, a transmissão, o motor, o controle – se há algo entre o operador e o barro, é simulado nesse produto”, diz Drew Carruthers, gerente da linha de construção da CM Labs.

Mas não são apenas os componentes da máquina que ganham uma simulação completa no novo pacote. Segundo a desenvolvedora, o produto também inclui sua nova tecnologia de simulação de solo, que estreou no recém-lançado pacote de treinamento para escavadeira.

“A simulação oferece uma visualização avançada que demandou décadas de desenvolvimento”, diz a empresa, “e sua presença no novo pacote de treinamento de dozer e escavadeira representa sua primeira aplicação comercial”.

Como em outros pacotes de guindastes e equipamentos para movimentação de terra, o novo Dozer Simulator Training pode rodar no simulador Vortex da CM Labs, além de interagir com a Estação Operacional do Instrutor, permitindo aos alunos definir parâmetros personalizados de pontuação e condições operacionais como clima e ambiente noturno.

“Muitos simuladores tratam o comportamento da máquina como um tipo de efeito especial roteirizado”, comenta Carruthers. “O resultado é um desempenho irrealista e alunos com excesso de confiança. Já no simulador Vortex, a experiência diz respeito às leis da física.”

Fonte: M&T