Venda de imóveis cresce na comparação anual em São Paulo

O Sindicato das Empresas de Compra, Venda e Administração de Imóveis de São Paulo (Secovi-SP) divulgou, nesta semana, a Pesquisa Secovi-SP do Mercado Imobiliário (PMI), realizada pelo departamento de Economia e Estatística da entidade junto às incorporadoras associadas.

A apuração registrou, em janeiro de 2023, a comercialização de 4.419 unidades residenciais novas na cidade de São Paulo, o que representa queda de 22,9% no número de vendas em relação a dezembro de 2022 (com 5.730 unidades vendidas), apesar do crescimento de 23,9% na comparação com janeiro do ano anterior (3.566 unidades vendidas).

Em 12 meses, ou seja, de fevereiro de 2022 a janeiro de 2023, a PMI constatou que foram vendidas 70.193 unidades, que, no total, acumulam Valor Geral de Vendas (VGV) — a soma do valor potencial de venda de todas as unidades de um empreendimento imobiliário ou de uma carteira de imóveis — de R$ 34,337 bilhões. Em janeiro de 2023, esse valor foi R$ 1,987 bilhão.

Os resultados para o VGV indicam queda de 36,9% no desempenho mensal — já que, em dezembro de 2022, o VGV foi de R$ 3.152 bilhões —, e crescimento de 28,9% no desempenho anual — considerando que, em janeiro de 2022, o VGV foi de R$ 1.542 bilhão.

Já o indicador Vendas Sobre Oferta (VSO), que apura a porcentagem de vendas em relação ao total de unidades ofertadas, foi de 6,1% em janeiro, retratando queda de 18,7% em relação a dezembro de 2022, com 7,5%, e crescimento de 15,1% em relação a janeiro de 2022, com 5,3%. Em 12 meses, foi de 50,0%, o que indica crescimento na comparação mensal (dezembro de 2022 com 48,8%) e queda na comparação anual (janeiro de 2022 com 52,3%).

LANÇAMENTOS

Em janeiro de 2023, foram lançadas 1.799 novas unidades residenciais em São Paulo. O desempenho retrata um declínio de 81,7% na comparação com dezembro de 2022, que registrou 9.828 lançamentos, e crescimento de 90,4% na comparação com janeiro de 2022, que lançou 945 novas moradias. No acumulado de 12 meses (fevereiro de 2022 a janeiro 2023), os lançamentos totalizaram 76.546 unidades.

O mercado imobiliário da cidade de São Paulo encerrou o mês de janeiro de 2023 com a oferta de 68.323 unidades disponíveis para venda. Esta oferta é composta por imóveis na planta, em construção e prontos (estoque), lançados nos últimos 36 meses (fevereiro de 2020 a janeiro de 2023).

Em janeiro, 57% das unidades vendidas e 91% das unidades lançadas foram enquadradas como econômicas. A oferta disponível para a venda deste tipo de imóvel somou 24.338 unidades (36%), com VSO de 9,3%.

Os outros mercados somaram no mês 170 unidades lançadas, 1.922 unidades vendidas, oferta final de 43.985 unidades e VSO de 4,2%.

Fonte: AECweb