Governo Federal deverá realizar 44 leilões de infraestrutura em 2020

O Ministério da Infraestrutura informou que o Governo Federal deverá leiloar de 40 a 44 ativos de infraestrutura em 2020. Serão 22 aeroportos (em três blocos), nove terminais portuários, sete rodovias, duas ferrovias e quatro renovações antecipadas de contratos de transporte ferroviário. A estimativa é de que R$ 101 bilhões sejam investidos nos projetos durante os períodos de concessão.

O principal destaque do ano deverá ser a relicitação da Nova Dutra. A atual concessão do empreendimento vence no início de 2021, mas o governo pretende relicitar a via já em 2020. A concessão deverá gerar investimentos na ordem de R$ 13 bilhões.

Outro destaque será a concessão da BR-163, que teve suas obras de pavimentação concluídas no início de dezembro pelo Governo Federal. Segundo maior corredor logístico do País, a rodovia é uma das principais vias de acesso aos portos do Arco Norte, que são utilizados para exportação de soja e milho.

Será concedido à iniciativa privada o trecho de 970 quilômetros da BR-163, que vai de Sinop (MT) a Miritituba (PA).

No setor ferroviário, o destaque será a concessão da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), no trecho entre Ilhéus e Caetité, ambas na Bahia; e da Ferrogrão, no trecho de 1.142 quilômetros entre Lucas do Rio Verde (MT) e Miritituba (PA).

“O programa de concessão caminha para ser um sucesso e será um sucesso até porque as condições que oferecemos não têm concorrente em outros lugares do mundo”, disse o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, durante entrevista coletiva realizada na última semana.

BALANÇO 2019

O Ministério da Infraestrutura divulgou, ainda, o balanço das ações da Pasta em 2019. Foi apurada a venda de 27 ativos no ano, resultando em um investimento estimado de R$ 9,4 bilhões e em outorgas de R$ 5,9 bilhões.

Os destaques foram as concessões da BR-364/365, no trecho de 437 quilômetros ligando Jataí (GO) e Uberlândia (MG); do ramo central da Ferrovia Norte-Sul; de 12 terminais portuários e 12 aeroportos, dos quais seis ficam no Nordeste, quatro no Centro-Oeste e dois no Sudeste.

Fonte: aecweb.com.br